Holding patrimonial: o que todo empresário precisa saber

Ao longo da trajetória dos empresários de sucesso, é comum que o empreendedor acabe acumulando diversas fontes de renda em um extenso conglomerado de bens e patrimônio. Em geral, toda essa estrutura não possui uma organização maior e acaba acarretando diversos problemas. É aí onde entra a holding patrimonial.

A falta de organização de toda a estrutura patrimonial acaba, por vezes, acarretando em pagar mais impostos do que deveria, dificultar processos de sucessão para herdeiros, como até mesmo criar uma maior vulnerabilidade a credores e outros processos que podem acarretar a perda de patrimônio.

Neste texto, vamos esclarecer as dúvidas mais frequentes sobre holding patrimonial. Você saberá quando se preocupar em criar uma holding, como funciona, quais as vantagens de uma holding patrimonial, e outras informações importantes! Boa leitura!

O que é uma holding patrimonial?

Saber o que é holding patrimonial está entre as dúvidas mais comuns. Uma holding patrimonial – também chamada de administradora de bens próprios – é uma empresa criada com o objetivo de gerenciar e administrar bens de diversos tipos em uma única estrutura empresarial.

A palvra “holding” é um termo derivado do inglês “to hold”, que significa “manter”, “controlar”, “assegurar”. Assim, uma holding é formada para estruturar um conjunto de bens, geralmente imóveis, os quais serão controlados pelos seus sócios.

Como funciona a criação de uma holding patrimonial?

A criação de uma holding patrimonial, seja de uma holding patrimonial familiar ou de uma holding patrimonial para blindagem, pode ser feita de diversas formas. A configuração  para criação da holding dependerá de fatores como os bens e ativos que comporão a empresa, assim como da estrutura societária de administração. 

O profissional contratado para a criação da holding deverá analisar a situação geral do interessado e propor meios de estruturar a criação da empresa. Os tipos mais comuns de holding patrimonial são as seguintes:

  • Holding patrimonial: centraliza a gerência e administração de diversos bens, como imóveis, investimentos etc, em uma única estrutura empresarial; 
  • Holding administrativa: centraliza o controle e participação em mais de uma empresa;
  • Holding familiar: centraliza o controle de bens e atividades monetárias para facilitar inventários e planos de sucessão;
  • Holding mista: compõe atividades de holding, mas também abarca atividades como prestação de serviços e comércio.

Quais as vantagens de uma holding patrimonial?

A criação de uma holding patrimonial oferece diversas vantagens para a estruturação do patrimônio a ser administrado. Os principais benefícios desse tipo de empresa são os seguintes:

  • Organização da estrutura financeira dos bens e investimentos;
  • Planejamento tributário e redução de gastos com impostos;
  • Blindagem patrimonial;
  • Melhor administração dos bens;
  • Melhor estrutura para inventário familiar e planejamento sucessório.

Qual o momento correto de formar uma holding patrimonial?

A criação de uma holding deve antes levar em consideração diversos fatores fiscais e contábeis. Por isso, é difícil determinar um correto correto para considerar a criação de uma holding.

Porém, se você já possui uma considerável estrutura financeira, com diversas fontes de renda sem uma organização fiscal e contábil adequada, então considerar a criação de uma holding pode ser o passo correto para estruturar a gerência e administração do seu patrimônio.

Testamento x holding: qual o melhor?

Em relação aos planos de sucessão patrimonial, há sempre a dúvida em saber se o mais adequado é a criação de uma holding ou o uso do testamento. Porém, antes de tudo é necessário ter em mente que as duas vias não são necessariamente antagônicas.

As principais diferenças entre a holding e o testamento são as seguintes: na sucessão testamentária, metade do patrimônio deverá obrigatoriamente partilhado entre descendentes, ascendentes e cônjuge. Já na holding patrimonial, a partilha do patrimônio é definida pelo sócios da empresa.

Com isso, as holding patrimoniais permitem um maior controle dos planos de sucessão de bens, assim como uma maior proteção no momento de decisão e partilha do patrimônio.

Se você está em dúvida sobre qual a melhor opção para o seu caso, é essencial que procure a ajuda de um profissional capaz de orientá-lo sobre as melhores decisões a serem tomadas.

Qual o profissional responsável pela criação de uma holding patrimonial?

A criação de uma holding pode envolver profissionais de diversas áreas, como contadores, advogados e corretores de imóveis. Porém, o profissional capaz de orientar todo o processo é o contador.

Por isso, se você pretende iniciar a construção da sua holding patrimonial, é ideal que procure um profissional com experiência nesse tipo de serviço e capaz de orientá-lo sobre o tipo de holding adequado para o seu caso.

Quanto custa montar uma holding patrimonial?

Os custos com a criação de uma holding podem variar bastante e dependerá do patrimônio geral a ser incorporado na administração da holding. Alguns escritórios de contabilidade possuem um valor base para a criação de holding e cobram cerca de R$ 10.000 a R$ 60.000.

Holding patrimonial na Contafix

A Contafix Contabilidade oferece um serviço de assessoria contábil voltado para as mais diversas necessidades do empreendedor. Para empreendedores que buscam organizar o seu patrimônio através da criação de uma holding, a Contafix é a escolha certa. 

Para retirar todas as suas dúvidas sobre a criação de uma holding patrimonial, não deixe de nos contactar e receber uma orientação sobre o melhor caminho para a manutenção do seu patrimônio. Clique aqui

Está em dúvida sobre como pagar menos impostos e escolher o melhor regime tributário para sua empresa? Baixe nosso e-book “Lucro Presumido ou Lucro Real”.

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CONTEÚDO APLICADO

Neste espaço de conhecimento trabalhamos para produzir conteúdo que seja prático e aplicável aos negócios, como: princípios de gestão e planejamento, questões fiscais, administração financeira, investimentos, e outros.

A sua contribuição através de comentários ao nosso conteúdo será usada sempre para fazer isto de maneira cada vez mais precisa e adequada.

Pesquisar

Arquivos

Entrar na Área do Cliente